Cinema

Batman: A Máscara do Fantasma | Crítica

Lançado em 1993, Batman: A Máscara do Fantasma é a primeira animação do personagem, sendo a precursora pelo universo criado pela DC Entertainment e Warner Animation no mercado de Home-Vídeo.

Batman: A Máscara do Fantasma mostra Bruce Wayne lidando com a responsabilidade de ser o vigilante de Gotham e vivendo um relacionamento. Tudo começa com a chegada de um novo vilão à Gotham, o Fantasma. Como principal objetivo deste vilão é acabar com os chefes da máfia da cidade. A História se passa em dois tempos, passado e presente. Temos Bruce Wayne/Batman lidando com as conseqüências de ser o vigilante temido de Gotham e a chegada de um novo vilão, que acaba sendo confundido com o herói.

A trama da animação é bem construída que em determinados entrega tudo que espera-se de um filme do Batman, mesmo sendo uma animação.

Andrea Beaumont é responsável pela desconstrução do Bruce Wayne que estamos habituados. Geralmente abordado como um grande solitário, no filme animado inicialmente até precisamos conviver com este personagem, mas aos poucos acaba cedendo à uma paixão pela personagem. Mas o que não esperava é que ela estaria envolvida com a máfia de Gotham (na verdade seu pai). E quando Bruce está completamente apaixonado e decidido que viverá com a personagem (mesmo com a negativa de seus pais), ela o abandona devido os negócios ilícitos de seu pai. Esse término abrupto torna a história do filme densa, mas não pesada.

O filme não é um dramalhão para quem procura uma oportunidade de ver o Batman apaixonada por alguém. Não é este o objetivo. Mas sim para mostrar que liberdade criativa pode render bons trabalhos, como este dirigido pelos brilhantes Eric Radomski e Bruce Timm. Esse último é possível notar sua assinatura em cada fala dos personagens e em todo o design da animação.

De modo geral, Batman: A Máscara do Fantasma é um excelente primeiro da DC e não preocupe-se com sua data de estreia, pois o filme é uma boa iniciação para fãs de animação neste universo criado pela DC, que em diversas mostra uma consolidada preocupação com os mínimos detalhes, coisa que ainda não vemos em boa parte de filmes de super-heróis live-action ou até mesmo em animações. Fazendo um comparativo, o sucesso trilhado pelas animações da DC é totalmente contrário pela maioria dos filmes da editora em live-action. Obviamente houve grandes sucessos, mas eles ainda são abafados pelos últimos erros cometidos. Fica uma dica de filme despretensioso que entrega exatamente o que se propõe.

Nota: ✩✩✩✩

Título: Batman: A Máscara do Fantasma
Título Original: Batman: Mask of the Phantasm
Estúdio: Warner Animation & DC Entertainment
Lançamento: 1993
Gênero: Animação
Duração: 1h16min
Elenco: Kevin Conroy, Dana Delany, Hart Bochner, Abe Vigoda, Dick Miller, John P. Ryan, Efrem Zimbalist Jr., Bob Hastings, Robert Costanzo e Mark Hamill
Direção: Eric Radomski e Bruce Timm
Roteiro: Alan Burnett, Paul Dini, Martin Pasko e Michael Reaves
Produção: Benjamin Melniker e Michael Uslan

Leia mais sobre DC Comics