Livros

A Bela e a Fera, de Elizabeth Rudnick | Resenha

Impossível em pleno século XXI um ser humano que nunca tenha ouvido falar na história da Bela e a Fera. Imortalizada pela Disney com suas animações e fixação por princesas, a saga de Bela serve de inspiração para muitas crianças e muitos adultos que cresceram acompanhando os lançamentos da Disney e nos mais recente sucesso do Estúdio que superou todas as projeções em bilheterias, com a estreia do filme protagonizado por Emma Watson e Dan Stevens.

É importante lembrar que quando a Disney lançou a primeira animação nos anos 90, muitas versões já haviam sido criadas, entre elas: um musical e peças de teatro. A versão da Disney é inspirada nas obras de duas escritoras francesas do século 18, Madame de Beaumont e Madame de Villeneuve. Há quem especule que a versão da Disney é inspirada na história escrita por Madame de Beaumont, devido as similaridade dos personagens.

Neste contexto e como parte das publicações dos livros que contam um pouco mais dos clássicos da Disney, a Editora Universo dos Livros trouxe para o Brasil o livro A Bela e a Fera, o romance que adapta a história deste conto de fadas, apresentado ao grande público em 1991 e em 2017, com a produção em live-action.

Elizabeth Rudnick é responsável por transformar a produção da Disney em romance. O livro aborda inicialmente como a transformação do Príncipe egoísta na Fera, mostrando uma nova visão deste conto já imortalizado pelos filmes. O personagem é melhor desenvolvido e podemos conhecê-lo por uma nova ótica, o que não altera a primeira impressão daqueles que conhecem a saga do personagem, resta a doce Bela os melhores momentos do livro e responsável por sustentar a trama ao longo de 204 páginas.

Uma das grandes vantagens quando uma obra é adaptada (neste caso é a adaptação da adaptação), ela sempre oferece ao seu público alvo uma nova experiência dentro de um universo muito próprio, como é a história das princesas da Disney. Apostando em personagens cativantes, A Bela e a Fera mostra sua força principalmente no desenvolvimento do seu enredo. É impossível não fazer uma comparação entre filme e livro, mas o romance ganha pontos ao proporcionar ao leitor a possibilidade de imaginar essa história por um novo ponto de vista.

Ainda que apoiado na última versão do roteiro para o filme live-action, o livro traz consigo toda a essência do conto de fadas, apenas mostrando-se um forte aliado para os fãs da saga da Bela e da Fera. Com riqueza de detalhes, o livro explora com mais assertividade o que sobrou do lado humano da Fera e foca mais no drama vivido por Bela após a prisão do seu Pai no Castelo da Fera.  Tornando essa jornada ainda mais interessante o livro não deve ser ignorado pelos leitores mais ávidos ou àqueles que nunca ouviram falar da jornada da Bela e sua Fera (o que é quase impossível).

Nota: ✩✩✩✩

Título: A Bela e a Fera
Editora: Universo dos Livros
Título Original: Beauty and the Beast
Autor: Elizabeth Rudnick
Tradução: Cely Couto
Capa: Brochura
Valor: R$ 34,90
Quantidade de Páginas: 204
Sinopse: Na cidade provinciana de Villeneuve vive Bela, uma garota que se destaca na multidão. Ela é independente, apaixonada por livros e dona de um ponto de vista único. Bela deseja viajar e viver aventuras muito maiores do que o lugar onde vive pode oferecer, ela anseia por uma vida tão empolgante quanto as histórias que lê. Tudo isso muda quando seu amado pai é preso por uma fera em um castelo encantado e Bela decide arriscar sua liberdade e futuro assumindo o lugar dele – e prometendo escapar em segredo. Porém, quanto mais conhece a Fera e seu misterioso castelo, mais Bela percebe que há muito a ser descoberto sobre a história dele – e sobre a sua própria.

Livro cedido para Resenha pela Editora Universo dos Livros.

Leia mais sobre A Bela e a Fera