Cinema

Hulk: Where Monsters Dwell | Crítica

A produção de filmes animados da Marvel ainda é pouco explorada pelo estúdio. Diferentemente de suas apostas em séries de TV animadas, a parte responsável por essas produções é a Marvel AnimationLançando no máximo um filme animado por ano, com exceção de 2014 onde foram lançados 3 filmes, o estúdio lançou em 2016 uma produção que tem como fundo o Halloween e unindo dois importantes heróis: o Hulk e o Doutor Estranho.

Hulk: Where Monsters Dwell se passa em uma noite de Halloween, quando as barreiras dimensionais do mundo estão fragilizadas, por ser considerada a noite mais obscura do ano. O filme já começa com cenas de ação, onde o Doutor Estranho luta para conjurar alguns monstros que estão sendo enviados ao seu mundo, rompendo a barreira dos pesadelos. Inclusive o grande vilão da animação é o Pesadelo, já conhecido em histórias do Doutor Estranho, sendo um de seus principais antagonistas nos quadrinhos.

O filme conta com a participação do Hulk que juntamente com o Doutor Estranho, outros personagens do universo paranormal da editora são convocados para o time de heróis, entre eles: o Agente da SHIELD e zumbi Jasper Sitwell’s, Homem-Coisa, Nina Price (Vampire by Night), Lobisomem, Minotauro e ainda Hulk Buster.

A relação criada entre a equipe formada por Jasper Sitwell’s, Homem-Coisa, Nina Price (Vampire by Night), Lobisomem e Minotauro criam um ponto forte a parte na construção da trama da animação. São personagens pouco explorados pela Marvel, mas que souberam ser bem aproveitados durante suas aparições.

O roteiro da animação é simples, mas com uma mensagem certeira, é basicamente uma aventura de heróis da Marvel contra um vilão em uma noite de Halloween. Se você ainda não assistiu não vá esperando uma super trama com ligações com outras produções do estúdio que não acontecerá. É uma história que serve de forma isolada para contar uma história. É interessante como a Marvel Animation soube utilizar os personagens fazendo com que cada de sua maneira contribuísse para o resultado final. Há definitivamente um bom trabalho em equipe, tanto no filme quanto por parte da equipe técnica.

A relação de Bruce Banner e Hulk fragilizada também serve como uma sub-trama e os personagens são bem próximos do que estávamos acostumados na série Hulk and the Agents of S.M.A.S.H. que é uma das melhores versões do Hulk em uma animação. Esse filme se encaixa muito mais no que foi construído pelas duas temporadas da série que são espetaculares, mesmo não sendo consumida exatamente por seu público alvo. Pesadelo é um vilão a altura da animação. Seu nome já entrega bem o que ele é capaz de fazer e todo seu design na animação parece conter uma forte inspiração na Banda Kiss, propositalmente ou não, o resultado ficou de bom grado.

Marvel Animation precisa apostar mais em filmes animados com histórias independente de estar ligado ao Universo Cinematográfico construído pela Marvel Studios. Hulk: Where Monsters Dwell entrega uma boa história sem grandes pretensões de levantar teorias de fãs. Ele apresenta uma história consistente e que vale a pena ver durante 1h15min.

Nota: ✩✩✩

Título: Hulk: Onde os Monstros Habitam
Título Original: Hulk: Where Monsters Dwell
Direção: Mitch Schauer
Roteiros: Marty Isenberg e Dave McDermott
Elenco: Fred Tatasciore (Hulk), Jesse Burch (Bruce Banner), Liam O’Brien (Doutor Estranho), Matthew Waterson (Pesadelo), Edward Bosco (Minotauro), Michael Robles (Benito), Mike Vaughn (Jasper Sitwell’s) e Chiara Zanni (Nina Price).
Estúdio: Marvel Animation
Distribuição: Walt Disney Studios Home Entertainment
Lançamento: 21 de Outubro de 2016 (EUA)
Duração: 1h15min

Leia mais sobre Marvel Comics