Séries de TV

Legion – 1X05: Chapter 5 | Crítica

A primeira série dos mutantes na TV tem mostrado-se um tanto confusa, com sua história complexa e com poucas referências ao universo apresentado nas produções cinematográficas da franquia. Legion tem uma linguagem própria e uma trama que prega peças em seu telespectador e com a exibição do seu quinto episódio, isso ficou mais evidente.

Acompanhando David, que tenta ter total controle de seus poderes, a trama encaminha-se para o seu desfecho final, entregando ao público importantes informações sobre o personagem. David Charles Haller, conhecido como Legião nos quadrinhos fez sua primeira aparição na revista New Mutants #25 em março de 1985. Criado por Chris Claremont e Bill Sienkiewicz, o personagem é filho do Professor Charles Xavier e Gabrielle Haller, uma israelense embaixadora da Grã-Bretanha.

A grande revelação do episódio pode alterar nossas impressões sobre David, há a possibilidade de uma entidade ou ‘mutante’ de ter se apossado da mente do protagonista e parte das suas memórias não serem reais e possivelmente criadas pela entidade. Caso se confirme a intenção de Noah Hawley, criador da série, nós poderes ainda que com oito episódios, desconhecer as reais intenções do personagem, bem como seu desenvolvimento apresentado até aqui.

Syd e David finalmente encontram uma forma de poderem se tocar, mais consciente do que nunca quanto aos seus poderes, David consegue agora manipular ilusões que o torna capaz de ter um relacionamento ‘normal’. Legion demonstra uma linguagem totalmente autoral, o que pode confundir telespectadores mais desatentos. É imprescindível dizer que não há outra série de TV que explore o universo dos quadrinhos com este tipo de abordagem, o que pode estar contribuindo para o seu desempenho na audiência.

A primeira temporada de Legion parece um prequel do que está por vir, sobre o que realmente será tratado na série, pois a falta de mutantes com grandes poderes está fazendo com que a série seja considerada cerebral demais, o que pode fazer com que caminhe por terrenos obscuros e acaba causando seu cancelamento. É importante ressaltar que não estamos lidando com uma série ruim, apenas uma série conceitual em excesso e com pouco espírito da Marvel TV.

Chapter 5, trás consigo uma importante revelação sobre o passado de David, após o resgate de sua irmã, o personagem foi adotado. Parece surgir uma possibilidade de ligação com os filmes dos X-Men e a grande revelação de quem ele realmente é filho. É preciso acompanhar o desenvolvimento dos próximos três últimos episódios da temporada, para entender o que o criador da série e seu time de roteiristas podem estar planejando para próximo ano. E aparentemente a série chegará ao nível que esperamos apenas na segunda temporada, caso exista uma.

Mostrando como uma história deve ser conduzida, Noah Hawley é o grande responsável pelo caminho que Legion está seguindo. Com boas atuações a série pode ter um longo futuro na TV, mesmo sendo sucesso entre a crítica, ela precisa alterar alguns pontos importantes em seu roteiro e tornar-se acessível. Pessoas capacitadas para isso eles possuem, tanto o elenco quanto roteiristas e diretores dos episódios, demonstram propriedade sobre a história que estão contando. É sem dúvida um episódio desafiador à continuação da primeira temporada.

Nota: ✩✩✩✩✩

Título: Legion
Episódio: 1X08 – Chapter 8
Exibição: FX (EUA) | FX (Brasil)
Lançamento: 29 de Março de 2017 (EUA) | 30 de Março de 2017 (Brasil)
Elenco: Dan Stevens, Rachel Keller, Aubrey Plaza, Bill Irwin, Jeremie Harris, Amber Midthunder, Katie Aselton, Jean Smart e Hamish Linklater
Direção: Michael Uppendahl
Roteiro: Noah Hawley
Produtores: Noah Hawley, John Cameron, Lauren Shuler Donner, Bryan Singer, Simon Kinberg, Steve Blackman, Jeph Loeb, Jim Chory, Alan Fine, Stan Lee, Joe Quesada, Karim Zreik e Brian Leslie Parker

Leia mais sobre Legion