Conecte-se conosco

Livros

O Homem do Castelo Alto, de Philip K. Dick | Resenha

Publicado

em

Philip Kindred Dick ou para os mais íntimos Philip K. Dick é um dos autores mais respeitados no mundo por suas publicações de ficção científica. Sua morte precoce aos 53 anos, não impediram o escritor de deixar uma série de obras escritas que mudaria o futuro da ficção científica na literatura, sendo um dos responsáveis por uma mudança no gênero.

O Homem do Castelo Alto é uma das suas obras mais aclamadas pela crítica, sendo publicada pela primeira vez nos Estados Unidos em 1961. O livro foi publicado pelo primeira vez no Brasil em 1993. A versão mais famosa publicada no Brasil foi lançada pela Editora Aleph em 2009, desde o livro já passou por 3 edições, sendo a 5ª reimpressão.

K. Dick é um escritor que durante os seus tempos de produção esteve sempre a frente do seu tempo, com O Homem do Castelo Altonão é diferente. Reunindo romance, distopia e ficção científica, o autor soube entregar ao longo de 294 páginas uma história bem construída, fazendo uma crítica à acontecimentos que tiveram grande influência na história mundial, como o desenrolar da Segunda Guerra Mundial, Alemanha Nazista e o Japão (Império).

O livro é uma excelente indicação para aqueles que buscam iniciar a leitura de obras de ficção científica. Uma das vantagens de aventurar-se pelas páginas do livro é que os personagens principais são construídos com a evolução de seu próprio enredo e em paralelo debatendo o tema central. Este enxugamento dá uma dinâmica diferente ao livro.

Juliana Frink, Frank Frink e Tagomi são os personagens que seguem essencialmente um desenvolvimento muito bem administrado pelo autor. Personagens distintos, porém relevantes para o que está sendo contado no livro. Mesclando fatos históricos, O Homem do Castelo Alto é ousado por reescrever uma parte da história que muitos lutam por esquecer, um período que gerou diversas perdas à humanidade. Essa reconstrução apresenta uma história com os melhores pontos possíveis que possam atrair um leitor.

O livro apresenta uma obra chamada ‘O gafanhoto torna-se pesado’ onde aspirantes a revolucionários acabam descobrindo que a história em que acreditavam sobre seu país, não aconteceu, uma vez que a população é privada de qualquer contato com este livro e com esta informação Alemanha e Japão deixariam de ser as atuais potências, restando ao Estados Unidos o seu lugar de destaque como no mundo real.

O Homem do Castelo Alto, consegue manter o ritmo mesmo quando não acreditamos que seria possível. O livro apresenta uma história com personagens sólidos e de fácil identificação, o que definitivamente facilita para o leitor entender os acontecimentos em torno de cada um, sendo recomendável para quem busca uma história com começo, meio e fim. Certamente uma das melhores obras de ficção científica atualmente nas livrarias brasileiras.

Nota: ✩✩✩✩✩

Título: O Homem do Castelo Alto
Editora: Editora Aleph
Título Original: The Man in the High Castle
Autor: Philip K. Dick
Tradução: Fábio Fernandes
Ano de Publicação: 2009
Número de Páginas: 304
Capa: Brochura
Valor: R$ 44,00
Sinopse: Neste livro que é considerado por muito o melhor trabalho do autor, Dick apresenta um cenário sombrio: a Segunda Guerra Mundial foi vencida pelos Nazistas. O mundo vive sob o domínio da Alemanha e do Japão. Os negros são escravos. Os judeus se escondem sob identidades falsas para não serem completamente exterminados. É nesse contexto que se desenvolvem os dramas de vários personagens. Ao apresentar uma versão alternativa da história, Dick levanta a grande questão: “O que é a realidade, afinal?”

Saiba onde comprar, clicando aqui!

Leia mais sobre Philip K. Dick

Facebook

Publicidade

Mais recentes

Publicidade

Trending