Séries de TV

Powerless – 1X01: Wayne or Lose | Crítica

A mais nova série baseada em personagens da DC Comics estreou na NBC (sim, o canal responsável pelo cancelamento de Constantine). Powerless chega à TV americana rodeada de expectativas, sendo a primeira série baseada em quadrinhos, que será uma comédia. A série não partirá da premissa que envolverá arcos incríveis e batalhas de vilões contra seus super-heróis favoritos, ela foca no transtorno em que o cidadão normal (sem poderes) precisa enfrentar com essas batalhas, inicialmente sempre focando nos vários prejuízos que estes personagens ao longo dos anos tem os causado.

A série se passa na cidade de Charm City, cidade que abriga Wayne Security, subsidiária da Wayne Enterprises, cujo foco é desenvolver produtos que possam dar aos cidadãos da cidade um pouco mais de segurança, diante de tantos problemas com os prejuízos causados com vilões e heróis. Emily Locke (Vanessa Hudgens) é a protagonista da série, tomando para si a responsabilidade de conduzir os vários insides ao longo deste primeiro episódio. Com uma nova oportunidade de emprego, ela tem a missão de dirigir essa divisão da Wayne Enterprises, basicamente falida de projetos interessantes, dirigida por Van Wayne, primo de Bruce Wayne. Completam o time Danny Pudi como Teddy, Alan Tudyk como Del Heller, Christina Kirk como Jackie, Ron Funches como Ron, Kate Micucci como Wendy Harris e Josh Fadem como Marvin Harris.

Powerless aposta em personagens caricatos (ao extremo), a estreia da série revela o possível tom que todos terão ao longo da primeira episódio e este pode ser um dos grandes problemas da série, que tornou o episódio de estreia canastrão demais. A série tinha tudo e precisa surpreender positivamente na exibição do primeiro episódio. Não soube aproveitar o fato de ser uma comédia focada em heróis e vilões (premissa interessante) e não tornar-se uma série sem identidade, pois de comédia passou longe. As piadas na maioria das vezes não funciona, e esse problema está diretamente ligado ao tom caricato que os atores acabaram abordando para todos os personagens.

Wayne or Lose, o primeiro episódio da série começou com a tentativa de boicote da equipe de Emily Locke, diversas referências aos personagens consagrados da editora, entre elas: o antídoto para o gás do riso do Coringa, notícias sobre o Batman, citação do Superman e o contato com Bruce Wayne. Nele a trama basicamente resume-se na apresentação dos personagens centrais e suas relações, a busca incessante de Van Wayne em sua promoção e mudança para Gotham e a resolução do caso da semana (desenvolver um produto). A série flerta com a comédia, mas está bem longe de sua inspiração, a série The Office, exibida durante nove temporadas pela NBC.

O primeiro episódio contou com a aparição da heroína Raposa Escarlate, que fez sua primeira aparição nos quadrinhos na revista Justice League Europe #6 em setembro de 1989, criada por Keith Giffen e Bart Sears. Já o vilão Jack O’Lantern, fez sua primeira aparição nos quadrinhos na revista Super Friends #8 em novembro de 1977, criado por E. Nelson Bridwell e Ramona Fradon. Os personagens basicamente mudos, o que é justificado pelo foco da série, que diferentemente das outras séries da DC, focará nas pessoas em torno as batalhas travadas por seres com poderes.

Os produtores e roteiristas de Powerless precisam se preocupar com as mudanças que a série precisa passar nos próximos episódios e encaixar-se no gênero comédia e não continuar como uma série sem identidade. Ela não poderia ter escolhido pior emissora para estrear que se a audiência não corresponder, o projeto pode acabar sendo cancelado e com a exibição do primeiro episódio, isso pode estar claramente guardado para o seu futuro.

Nota: ✩✩

Título: Powerless
Título Original: Powerless
Episódio: 1X01 – Wayne or Lose
Exibição: NBC (EUA) | Warner (Brasil)
Lançamento: 02 de Fevereiro de 2017 (EUA) | 13 de Março de 2017 (Brasil)
Elenco: Vanessa Hudgens, Alan Tudyk, Danny Pudi, Christina Kirk, Ron Funches, Jennie Pierson, Marc McClure, Bill A. Jones, Josh Breeding, Kimani Ray Smith, Atlin Mitchell e Graeme Duffy
Direção: Marc Buckland
Roteiro: Justin Halpern e Patrick Schumacker
Produtores: Ben Queen e John Myrick

Leia mais sobre Powerless