Cinema

Rogue One – Uma História Star Wars | Crítica

Não há sombras de dúvidas que há muito que ser explorado no Universo Star Wars, seja ele legends ou cânone, há muitos personagens e histórias que poderiam ganhar espaço nos filmes da franquia. De olho nesta oportunidade, a Disney lançou em 2016 o primeiro filme derivado da franquia Star Wars. Rogue One – Uma História Star Wars dá início há uma série de projetos que estão sendo desenvolvidos pelo estúdio, com o intuito de cobrir algumas falhas temporais ou histórias que merecem ser contadas. Causando inicialmente estranheza pela condução de seu roteiro e personagens, Rogue One consegue estabelecer-se como um grande acerto da LucasFilm, em sua nova fase.

O filme se passa entre os Episódios III e IV, marcada pelo enfraquecimento da Rebelião e ascensão do Império. Os dois grandes momentos que separam estes filmes, está no surgimento de Darth Vader e a roubo dos planos da primeira Estrela da Morte por parte da Rebelião. Esse segundo acontecimento é o que guia 95% do desenvolvimento de Rogue One. No centro dos acontecimentos está Jyn Erso (Felicity Jones), filha de Galen Erso (Mads Mikkelsen), um ex-membro do Império que acaba se engajando com os ideais da Rebelião, porém por acontecimentos adversos à sua vontade, precisa se aliar novamente ao Império, no plano de construção de uma arma, capaz de destruir planetas inteiros, a conhecida Estrela da Morte.

Ainda que seja um filme derivado, Rogue One não se limita aos acontecimentos já pré-estabelecidos nos sete episódios da franquia. O roteiro de Chris Weitz e Tony Gilroy segue uma linha temporal especialmente criada para contar a história da equipe que é responsável por colocar a Rebelião em outro patamar. Lembrando que o filme não ignora o que realmente é essencial para continuidade da franquia, até por que se isso acontecesse seria um erro sem precedentes. É importante que a história contada em Rogue One, passa-se 13 antes da destruição da primeira Estrela da Morte.

Mostrando que possui uma das franquias com as melhores personagens femininas dos cinemas, Jyn Erso é eficiente e carrega consigo a responsabilidade de protagonizar boas cenas, com diálogos inteligentes e rodeada com personagens que não são minimizados pela história em si. Cassian Andor (Diego Luna), Bohdi Rook (Riz Ahmed), Chirrut Imwe (Donnie Yen) e Baze Malbus (Jiang Wen) completam o time dos combatentes responsáveis pelo roubo dos planos do Império com sua arma letal à Galáxia.

Orson Krennic (Ben Mendelsohn) apresentado como Almirante e posteriormente promovido à Diretor, é um bom vilão, consegue sustentar seu próprio fracasso, mesmo em um filme que conta com a aparição de Darth Vader e Grand Moff Tarkin, dois importantes vilões da franquia, que construíram um legado ao longo de 40 anos, desde o lançamento do primeiro filme em 1977.

Rogue One – Uma História Star Wars abre ainda mais o leque de histórias da franquia, apresentando novos personagens e histórias cativantes, entre eles: Chirrut Imwe e Baze Malbus, dois personagens até então desconhecidos do público e que impressionam por seu engajamento com a Força. Mesmo sem explorar a luta entre Jedi’s e Sith’s, Star Wars ganha um novo fôlego, acrescentando ainda mais ao seu Universo, dando oportunidade do público conhecer algo que vai mais além da República e do Império, como o extremista Saw Guerrera (Forest Whitaker), que se encontra em outro patamar na batalha que promete se estender por gerações.

Com um final previsível, muito mais por conta de tudo que é conhecido pelo desenvolvimento dos sete episódios lançados anteriormente, Rogue One consegue surpreender pela forma que seus personagens são conduzidos. Reforçando que o filme é diferente de tudo que já foi apresentado desde então e sem as referências que transformaram a franquia Star Wars em um sucesso. O primeiro filme derivado da Disney/LucasFilm abre possibilidade para um novo olhar do público que busca um bom entretenimento.

Nota: ✩✩✩✩✩

Título: Rogue One – Uma História Star Wars
Título Original: Rogue One: A Star Wars Story
Estúdio: Walt Disney Studios | LucasFilm
Lançamento: 15 de Dezembro de 2016
Gênero: Aventura, Fantasia, Ficção Científica, Épico e Space Opera
Elenco: Felicity Jones, Diego Luna, Riz Ahmed, Ben Mendelsohn, Forest Whitaker, Jonathan Aris, Mads Mikkelsen, Alan Tudyk, Spencer Wilding, James Earl Jones, Donnie Yen, Jiang Wen, Genevieve O’Reilly, Jimmy Smits, Ian McElhinney, Guy Henry, Andy de la Tour, Antony Daniels, Carrie Fisher e Ingvild Deila
Duração: 2h14min
Direção: Gareth Edwards
Roteiro: Chris Weitz e Tony Gilroy
Produção: Kathleen Kennedy, Allison Shearmur e Simon Emanuel

Leia mais sobre Star Wars