Com roteiros de Jason Aaron e arte de John Cassaday, a editora Panini lançou em agosto de 2015 a revista Star Wars, responsável por apresentar os acontecimentos dentro do cânone oficial das histórias da franquia. Os acontecimentos narrados na publicação são considerados como continuação dos filmes já exibidos nos cinemas. A primeira edição da revista se passa logo após a destruição da Estrela da Morte em Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança.

Na primeira edição, Han, Leia e Luke estão colhendo os resultados obtidos pela aliança rebelde. Na tentativa de enfraquecer as atividades do Império, saem em uma missão quase suicida no Conglomerado Industrial Corelliano, responsável pela fabricação do armamento do Império. Nesta missão Han e equipe acaba tirando do caminho o real negociador com o Império, que seria uma equipe enviada por Jabba. Inicialmente Han é apresentado ao Supervisor Aggadeen e é com ele que eles terão as primeiras instruções sobre a tal negociação que seria realizada pela equipe enviada por Jabba.

A revista não apresenta com riqueza de detalhes qual será o real plot da história, apenas vemos Han, Leia e Luke e Cia em uma aventura na tentativa de atrasar os negócios do Império. Eles são surpreendidos com a informação de quem um negociador está sendo enviado pelo Império e que não seria o Supervisor Aggadeen, o responsável. Já imaginando que algo estaria errado, a equipe resolve revelar quem realmente são. Neste momento as cenas de ação ficam mais dinâmicas, a história da publicação se desenvolve mais a partir deste ponto.

Há um ganho positivo para o ritmo da história, mas ainda não ficou claro o por que da equipe ter invadido uma base do Império. O simples da luta entre as ambas as partes para defender seus ideais não é suficiente ao leitor. Esse contexto precisava ser melhor apresentado ao longo da primeira edição.

A forma de negociação do Império requeria a entrega dos termos por sua parte e caberia à outra parte aceitá-la, não há barganhas. Apenas a necessidade de atender toda e qualquer exigência do Império no atendimento de suas solicitações.

Para uma primeira edição Star Wars #1 falha em não apresentar o contexto em que aquela história está sendo ambientada, ainda que o leitor seja informado que os acontecimentos da revista se passam após a destruição da Estrela da Morte, não somos informados por que os Rebeldes estão invadindo uma base do Império, exceto pelo empenho de Leia em ter acesso ao núcleo de energia principal, pouco sabe-se sobre o real objetivo dos Rebeldes.

A publicação tem um grande virada com a chegada do negociador do Império, que trata-se de Darth Vader. Quando chega já é um pouco tarde, já que os Rebeldes já estão colocando seu plano misterioso em prática. É importante lembrar que há cenas relativamente boas, envolvendo C-3PO, R2-D2 e Chewbacca.

Como leitor assíduo das publicações e como fã de Star Wars esperava mais da publicação. Como ainda é a primeira edição, o ritmo da história criada por Jason Aaron deve ir melhorando e mostrar ao que veio.  A primeira edição ainda apresenta dois previews, um focado de Darth Vader que será uma nova revista da editora chamada Star Wars: Darth Vader e outra história focada na Princesa Leia que deve integrar o mix da revista Star Wars já nas próximas edições.

Nota: ✩✩✩

Título: Star Wars #1
Editora: Panini
Roteiro: Jason Aaron
Arte: John Cassaday
Criador: George Lucas
Sinopse: Luke Skywalker e os rebeldes conquistaram sua mais importante vitória até o momento destruindo a Estrela da Morte, porém o Império Galáctico ainda não foi derrotado. Luke, a Princesa Leia, o contrabandista Han Solo, Chewbacca, os androides C-3PO e R2-D2, junto com o resto da Aliança Rebelde, formam a trupe que enfrenta os desafios de uma galáxia dominada pelo Império em batalhas contra as forças malignas de Darth Vader e seu líder, o Imperador, que definirão o destino do universo.
Lançamento: Agosto/2015
Valor: R$ 6,90

Leia mais sobre Star Wars