Cinema

Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança | Crítica

O Episódio IV lançado em 1978 foi responsável por levar Star Wars ao estrelato, o primeiro filme que apresentou os personagens que se tornariam famosos por gerações, elevando a importância da franquia para milhares de pessoas foram apresentados neste filme. Com os novos lançamentos da franquia, o filme passou a ocupar outra posição dentro da franquia, que hoje possui altos e baixos. Uma Nova Esperança explora os acontecimentos pós Rogue One (obviamente que na data de seu lançamento, não era possível essa visão, uma vez que o filme derivado foi lançado em 2016), mas que na data de seu lançamento pouco se sabia.

A Galáxia passa por sérios problemas, o Império cada vez mais conquistando seu espaço, precisa lidar com o fracasso que culminou no roubo dos planos da primeira Estrela da Morte, destruída pelo esquadrão liderado por Luke Skywalker (Mark Hamill), isso só foi possível graças à transmissão realizada pela equipe Rogue One, que morre no planeta após cumprir sua missão. Esses planos chegam às mãos da Princesa Leia (Carrie Fisher), despertando a ira de Darth Vader.

Aprisionada por Darth Vader, a Princesa Leia envia seus droides R2-D2 e C-3PO em busca de Obi-Wan Kenobi (Alec Guinness), um dos últimos Jedi que sobreviveram as Guerras Clônicas. Coincidência ou não, os dois chegam ao mesmo planeta em que Luke vive. O pedido de ajuda chega a Kenobi, após uma série de acontecimentos e o mais importante é a forma que ela chega, unindo-o ao filho de seu antigo aprendiz. Coincidências aparte, o Episódio IV apresenta os personagens que formariam um dos trios mais lembrados nos cinemas: Princesa Leia (Carrie Fisher), Luke Skywalker (Mark Hamill) e Han Solo (Harrison Ford).

A dinâmica entre os personagens é evidentemente um dos muitos acertos do filme e que desencadeou uma série de aventuras, que não se restringiu apenas nos cinemas, mas também: quadrinhos, livros, games, etc. A sintonia do trio foi tamanha, que é difícil imaginar os erros cometidos por George Lucas na composição de alguns personagens na Trilogia Prequel.

Mesmo em uma época em que os efeitos especiais eram basicamente escassos, a LucasFilm soube como lidar com as suas próprias necessidades e criando saídas para as limitações impostas à produção. O resultado acabou gerando cenários que impressionam pela sua magnitude. Outro detalhe evidente está na simplicidade do roteiro do filme, ainda que com essa característica, as atuações do elenco são eficientes, mostrando como fazer um casamento perfeito na ficção científica.

Uma Nova Esperança é sem dúvida um dos melhores filmes de ficção científica lançado nos cinemas e sua importância ao longo de 40 anos após seu lançamento é inegável. Há ainda que ressaltar sua importância dentro do universo cânone da franquia, o filme apresenta elementos que seriam utilizados no desenvolvimento da franquia, sendo responsável pelo delineamento do que conhecemos da franquia.

Nota: ✩✩✩✩✩

Título: Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança
Título Original: Star Wars: Episode IV – A New Hope
Estúdio: 20th Century Fox | LucasFilm
Lançamento: 30 de Janeiro de 1978
Elenco: Mark Hamill, Harrison Ford, Carrie Fisher, Alec Guinness, Kenny Baker, Anthony Daniels, Robert Clarke, Peter Cushing, David Prowse e Peter Mayhew
Duração: 2h1min
Direção: George Lucas
Roteiro: George Lucas
Produção: Gary Kurtz

Leia mais sobre Star Wars