Quadrinhos

Superman #1 [Renascimento] | Crítica

Ambientada após os acontecimentos do arco Os Dias Finais do Superman, que marcou o fim da fase dos Novos 52 e início da fase Renascimento, a DC Comics entrega para os leitores de quadrinhos, uma das tramas mais interessantes do Superman. A nova fase que chegou ao mercado brasileiro, com pouco menos de um ano das publicações americanas, não considerado um reboot pela Editora, mas mostra como podemos esperar a reinvenção de alguns personagens canônicos da DC Comics. Essa observação vale para outras publicações desta nova fase que está chegando ao Brasil, para um dos principais carros chefes da DC, o Superman, isso é basicamente uma regra.

Superman: Renascimento #1 mostra um novo olhar para o personagem, em meio aos caos plantado ao final dos Novos 52 e com o one shot Universo DC: Renascimento. Ao melhor estilo, vamos bugar a cabeça do leitor (de forma positiva), o roteiro de Peter Tomasi e Patrick Gleason são esclarecedores e mostram o que está por vir nas novas aventuras do Superman (seja ele quem for nesta fase). O que temos aqui é uma revisita aos arcos O Reino de Apocalypse e Os Dias Finais do Superman, que serão aproveitados com os arcos preparados pela fase Renascimento. Neste momento, o Superman (Clark Kent) está morto e um novo Superman assume seu posto (não o uniforme). Confuso? Talvez. Mas o roteiro conduz muito bem, a inserção deste novo personagem que espera pelo renascimento do herói, assim como aconteceu com ele.

Há um aditivo nesta fase interessante, que é a participação de Lana Lang, buscando atender o último desejo de Clark Kent/Superman, mas é interrompida pelo guardião do túmulo do herói, sendo convencida que ele pode realmente voltar, ambos embarcam na que se demonstra ser a última tentativa.

A segunda história publicada na revista brasileira, chamada O Filho do Superman, foi publicada na revista Superman #1 nos Estados Unidos e mostra o retorno do herói nos moldes iniciais e na versão em que mais fez sucesso com os fãs de quadrinhos, onde mostrava demasiada imponência perante seus inimigos. Com roteiro de Peter Tomasi e Patrick Gleason e arte de Mick Gray, conhecemos a Fazenda dos Smith no Condado de Hamilton (há 480 quilômetros ao norte de Metrópolis), onde vivem Lois e Clark Smith, com seu filho Jhonatan. Na trama Clark Smith é um Superman que vive na fazenda com seu filho que está aprendendo a lidar com seus poderes e sua esposa, Lois, uma escritora.

A trama desenvolve-se pouco para obtermos grandes informações sobre o que será tratado nas próximas edições, mas sabe-se que se encaminha para o desfecho do que foi plantado ao leitor no one shot Universo DC: Renascimento e no one shot Superman: Rebirth (a história anterior da revista). Ainda precisando situar-se sob a morte do Superman, Clark Smith é convidado por dois membros da Liga da Justiça (Batman e Mulher-Maravilha), o que deixa Jhonatan atônito. A primeira parte deste arco encerra-se de forma abrupta, dando a entender que Jhonatan exercerá um papel fundamental nesta fase.

A primeira edição mostra-se interessante e com grande potencial de agradar os fãs do personagem, revelando uma trama com os melhores elementos possíveis e que não vinham sendo exploradas em outras publicações do herói. É esperar para ver o que nos aguarda nas próximas edições.

Nota: ✩✩✩✩✩

Título: Superman: Renascimento – Edição 1
Título Original: Superman: Rebirth e Superman #1
Editora: DC Comics (EUA) | Panini (Brasil)
Roteiro: Peter J. Tomasi e Patrick Gleason
Arte: Jaime Mendoza e Mick Gray
Cores: Wil Quintana e John Kalisz
Número de Páginas: 52
Lançamento: Abril/2017
Valor: R$ 7,50
Sinopse: O mundo precisa de um Homem de Aço, mas o Superman será capaz de proteger toda a humanidade enquanto cuida de seu superfilho com Lois Lane? Peter J. Tomasi e Patrick Gleason (dupla responsável pela incrível série Batman e Robin e pelo sucesso de Damian), narram esse empolgante capítulo da vida de herói.

Leia mais sobre Superman