Kim Kardashian, uma das figuras mais conhecidas da mídia, enfrentou desafios significativos em sua jornada para a maternidade. A estrela de “Keeping Up With the Kardashians” teve quatro filhos com seu ex-marido Kanye West: North, Saint, Chicago e Psalm. No entanto, o caminho para trazer esses filhos ao mundo foi repleto de complicações médicas e decisões difíceis.

Durante sua primeira gravidez com North, Kim foi diagnosticada com pré-eclâmpsia, uma condição perigosa que pode levar ao fechamento dos órgãos da mãe. North nasceu prematuramente, com apenas quatro libras, após um parto de emergência. Além disso, Kim sofreu de placenta accreta, uma condição onde a placenta se adere profundamente à parede uterina, o que pode causar hemorragias graves.

Após o nascimento de North, Kim enfrentou dificuldades para engravidar novamente. Ela conseguiu conceber seu segundo filho, Saint, através de embriões congelados. No entanto, a gravidez de Saint foi igualmente complicada, resultando em múltiplas cirurgias para reparar os danos internos causados pelas condições médicas.

Devido aos riscos elevados, os médicos aconselharam Kim a não engravidar novamente. Determinada a expandir sua família, ela e Kanye optaram pela gestação por substituição para seus dois filhos mais novos, Chicago e Psalm. Kim expressou profunda gratidão pelas mulheres que carregaram seus filhos, reconhecendo a complexidade emocional e física do processo de sub-rogação.

A jornada de Kim Kardashian para a maternidade é um testemunho de resiliência e determinação. Apesar dos desafios, ela conseguiu formar uma família amorosa e continua a compartilhar sua experiência para inspirar outras mulheres que enfrentam dificuldades semelhantes.